close
    search Buscar

    Como ter permissões de root

    Quem sou
    Aina Prat
    @ainaprat

    Comentários sobre o item:

    O que são permissões de root

    Antes de chegar ao cerne deste guia e explicar, na prática, como obter permissões de root, deixe-me dar mais algumas informações sobre as consequências desta operação.

    Basicamente, ter permissões de root significa autenticar em seu sistema operacional com privilégios elevados, de forma a superar quaisquer restrições de segurança impostas pelo próprio sistema ou pelo fabricante do dispositivo, e poder modificar livremente todas as configurações que, em condições "normais", permaneceriam inacessíveis.



    Por esse motivo, o desbloqueio dessas permissões permite o acesso a áreas do sistema, de outra forma inibidas, aumentando seu grau de ação e customização; por outro lado, no entanto, um uso incorreto de privilégios de root pode levar a consequências desagradáveis: por exemplo, um aplicativo Android aparentemente inofensivo, se executado com permissões de root, pode trazer mudanças inesperadas no sistema (por exemplo, instalação de spyware, malware ou, pior ainda, ransomware); no computador, por outro lado, a execução de um comando incorreto no modo raiz pode ter a consequência direta de não conseguir acessar o sistema operacional novamente.

    Deixe-me explicar: se, absurdamente, você tentasse deletar um arquivo de sistema com acesso não-root, o Windows ou Linux o impediria de fazer isso, dando-lhe um erro de acesso negado; com as permissões de root ativas, no entanto, você seria capaz de excluir esse arquivo com segurança, sem problemas, percebendo o erro quando já fosse tarde demais.

    Por esse motivo, eu o incentivo a usar os privilégios elevados do sistema com sabedoria e a agir apenas com plena consciência do que isso pode acarretar. Então não diga que eu não avisei! Não assumirei qualquer responsabilidade a este respeito.


    Como ter permissões de root no Android

    Se você tem um Android e você deseja desbloquear o sistema operacional para obter permissões de root, tenho que lhe dar uma notícia não muito positiva: infelizmente, no estado atual das coisas, não existe um procedimento unívoco para poder desbloquear todos os dispositivos equipados com o sistema operacional do robô verde.


    Os procedimentos, na verdade, podem variar não só de acordo com o fabricante, mas também de acordo com o modelo preciso do dispositivo Android em sua posse; o que quero dizer, na prática, que o procedimento para ter permissões de root na Huawei pode ser muito diferente daquele para obter o mesmo resultado em um terminal Samsung, Google, Sony, Xiaomi e assim por diante. O que posso fazer, no entanto, é fornecer algumas indicações gerais sobre os passos a serem dados para ter sucesso na empresa.

    • Crie um backup de dados: uma vez que o dispositivo deve ser submetido ao desbloqueio do bootloader, uma operação que envolve o perda total dos dados na memória, é aconselhável proteger seus dados pessoais. A este respeito, recomendo que você conte com as ferramentas que eu relatei a você em meu guia para backup do Android ou meu tutorial sobre como fazer backup de Huawei.
    • Desbloqueie o bootloader: para sua informação, o bootloader é um pequeno aplicativo executado imediatamente após ligar o telefone ou tablet, capaz de verificar a integridade do sistema operacional e executá-lo. O bootloader está bloqueado em quase todos os smartphones ou tablets existentes, por razões de segurança, mas, para que o procedimento de root seja bem-sucedido, ele deve ser desbloqueado. As etapas necessárias para realizar esta operação diferem de dispositivo para dispositivo: na Samsung, por exemplo, é suficiente habilitar as opções de desenvolvimento e ativar a alavanca para liberação OEM; na Xiaomi, por outro lado, você pode solicitar o desbloqueio do aparelho por meio de um programa gratuito para PC; em alguns Motorola, entretanto, é necessário solicitar o código de desbloqueio diretamente ao fabricante; Os smartphones Pixel ou Nexus, por outro lado, permitem o desbloqueio via ADB, emitindo o comando fastboot flashing unlock, ou o comando fastboot oem unlock, se o dispositivo foi produzido antes de 2015. Para informações mais detalhadas sobre as operações especificamente, em seu dispositivo, pesquise no Google por frases como desbloquear bootloader [marca e modelo do dispositivo]. Independentemente do método usado, você deve estar ciente de que, seguindo o procedimento de desbloqueio do bootloader, todos os dados do dispositivo serão excluídos.
    • Instale a recuperação TWRP: recovery é um software externo ao Android que permite intervir de forma profunda no sistema operacional, realizando operações como flashing (ou seja, adicionar funções ao sistema operacional, ou substituí-lo, por meio de um arquivo .ZIP). A menos que você esteja usando um dispositivo que já possui uma recuperação avançada instalada de fábrica (como alguns Samsungs, por exemplo), você pode instalar o TWRP seguindo as instruções que dei a você em meu tutorial sobre como reverter para a versão anterior do Android.
    • Faça o Flash do APK que habilita o root: assim que a instalação de recuperação estiver concluída, você deve copiar o arquivo APK relacionado ao aplicativo que pretende usar para obter as permissões avançadas no sistema operacional na memória do smartphone: os aplicativos mais conhecidos deste tipo, no momento de escrever este guia, eu sou Magisk e SuperSU. Se, por outro lado, você usa um dispositivo Samsung, pode atuar usando ODIN, um programa de PC capaz de fazer flash de ROMs e aplicativos no formato .ZIP, sem passar por recuperação.

    Para obter informações mais específicas sobre as etapas a serem seguidas para ativar as permissões de root em seu dispositivo específico, você pode pesquisar no Google por frases como habilitar raiz [marca e modelo do dispositivo]. Além disso, sugiro que você dê uma olhada em meu guia sobre como fazer root no Android, no qual falei sobre isso com mais detalhes.



    Lembre-se, em qualquer caso, que desbloquear as permissões de root no Android pode ser perigoso: não permita o acesso de root a aplicativos dos quais você não conhece exatamente as "características", pois, ao fazer isso, você forneceria permissões de ação completa em todo o funcionamento sistema.

    Como ter permissões de root no Linux

    Se for sua intenção obter privilégios administrativos nas distribuições Linux, uma recomendação deve ser feita: as permissões de root fornecem acesso quase não controlado a todas as partes do sistema operacional, mesmo as mais delicadas. Portanto, use este modo apenas se você estiver bem ciente do que está prestes a fazer: um único comando errado pode comprometer o funcionamento de todo o sistema operacional. Eu te avisei!

    No entanto, para ter permissões de root no Linux, você pode agir de várias maneiras. Por exemplo, se você estiver interessado em executar um programa em modo elevado diretamente do Terminal, você pode emitir no último o comando sudo nameProgram (por exemplo, sudo gedit, para abrir o editor de texto GNOME com privilégios administrativos) seguido de pressionar a tecla Transmissão teclado: após esta operação, será solicitada a digitação da senha administrativa do computador e, em seguida, o software necessário será iniciado com privilégios administrativos.

    Se, por outro lado, você precisar emitir várias instruções em sequência, execute o comando sudo -s seguido de pressionar a tecla Transmissão e, quando solicitado, digite o senha de administração Linux: a partir deste momento, todos os outros comandos dados na janela do Terminal serão executados com privilégios administrativos. Quando terminar, não se esqueça de sair do root digitando o comando exit.


    Como você diz? Você gostaria de iniciar a interface gráfica de sua distribuição diretamente no root? Então as coisas são um pouco mais complexas, já que essa possibilidade geralmente é desativada por motivos de segurança. Abaixo, vou explicar como fazer isso em Ubuntu e Kali Linux.


    Como obter permissões de root no Ubuntu

    para ter permissões de root no Ubuntu diretamente no login, faça o seguinte: inicie o Terminal relembrando da área Aplicações distribuição, digite o comando sudo passwd root e pressione a tecla Transmissão teclado, a fim de definir uma senha para a conta root do Ubuntu; quando solicitado, digite o senha do usuário com o qual você está conectado e, em seguida, insira aquele de usar para acesso root, duas vezes seguidas. Se tudo correr bem, o Terminal responderá a você com a mensagem Senha atualizada com sucesso.

    Agora você precisa habilitar a seleção do usuário raiz na tela de login do Ubuntu; para fazer isso, digite o comando sudo passwd -u root, seguido de pressionar a tecla Transmissão do teclado, a fim de desbloquear o usuário; quando solicitado, digite o senha do usuário com o qual você está conectado e pressione novamente Transmissão.

    Em seguida, execute a instrução sudo gedit /etc/gdm3/custom.conf para abrir o Gedit, a fim de modificar o arquivo de configuração do gerenciador de exibição do Ubuntu. Se necessário, insira o senha da sua conta de usuário e pressione o botão Transmissão do teclado.

    Uma vez na janela do Gedit, localize o texto [segurança], vá para a nova linha e cole a string # AllowRoot = true na nova linha; no fim, ressalva o arquivo pressionando o botão apropriado no canto superior direito.

    Agora, sempre de Terminal, abra o arquivo dedicado à segurança gdm na edição, emitindo o comando sudo gedit /etc/pam.d/gdm-password: em seguida, localize as palavras auth required pam_suceed_if.so user! = root quiet success e adicione o símbolo # ao 'início do mesmo. Você deve conseguir algo assim.

    #% PAM-1.0
    requisito de autenticação pam_nologin.so
    #auth required pam_succeed_if.so user! = root quiet_success

    Salve este arquivo também, feche-o e use o Terminal para emitir o comando sudo gedit /root/.profile: desta vez, você precisa editar a string mesg n || true para que se torne tty -s && mesg n || verdade, resultando em algo assim.

    Nós terminamos: salvar mudar para o arquivo /root/.profile, reinicie o computador e aguarde a exibição da tela de login do sistema operacional. Para fazer login como root, clique na entrada Não listado?, modelo raiz no campo nome de usuário, aperte o botão Transmissão no teclado e digite o senha de root que você criou anteriormente: se tudo correr bem, a área de trabalho do Ubuntu deve iniciar como root.

    Como ter permissões de root no Kali Linux

    inicialmente, Kali Linux forneceu acesso gráfico de modo raiz por padrão, no entanto, esse recurso foi removido posteriormente por razões de segurança. Se você precisar, no entanto, você pode lidar com isso instalando e configurando o pacote kali-grant-root.

    Para fazer isso, inicie o Terminal do Kali Linux e emitir dentro dele o comando sudo apt-get update && sudo apt-get install kali-grant-root, seguido de pressionar a tecla Transmissão; quando solicitado, digite o senha da sua conta de usuário e pressione o botão novamente Transmissão do teclado.

    No final da instalação, novamente a partir do Terminal, execute o comando sudo dpkg-reconfigure kali-linux-grant-root, siga as instruções fornecidas a você e reinicie o computador no final do procedimento. Após esta operação, você poderá operar com privilégios elevados em qualquer parte do sistema operacional, sem ter que inserir a senha da conta de usuário configurada a cada vez.

    Como ter permissões de root no iOS / iPadOS

    O procedimento que permite que você tem permissões de root su iOS e iPadOS, vai desbloquear o acesso a partes de outra forma inibidas pelo sistema operacional (como a personalização da interface e o comportamento do iOS / iPadOS e a instalação de ajustes no sistema, apenas para citar alguns), é chamado fuga de presos.

    Para fazer isso, você primeiro precisa de um computador equipado com Windows 10 (no qual o iTunes está presente) ou um Mac, por meio do qual instalar um programa gratuito, chamado altServer, que permite que você obtenha uma loja de aplicativos não oficial no iPhone (é chamada AltStore) Este último será usado para instalar o aplicativo real usado para aplicar o jailbreak no dispositivo: unc0ver.

    No entanto, sinto-me obrigado a informá-lo sobre o contra-indicações acompanhando o procedimento de desbloqueio: em primeiro lugar, a realização deste último anula a garantia do iPhone e do iPad, a menos que você remova o jailbreak antes de colocar o dispositivo em serviço (o que, em caso de falhas graves, pode ser impossível); além disso, desbloquear permissões administrativas em iOS / iPadOS expõe o dispositivo a riscos de segurança e às vezes inibe a execução de alguns aplicativos de streaming, como o de Sky Go.

    Se você está bem ciente dos riscos e pretende prosseguir de qualquer maneira, então leia atentamente meu guia de como fazer o jailbreak do iPhone, no qual indiquei, em detalhes, todos os passos a serem dados para ter sucesso no empreendimento.

    Como ter permissões de root no Windows

    Se você possui um computador Windows e você quer descobrir como ter permissões de root, tudo que você precisa fazer é ativar a conta Administrador, que permite fazer quase tudo sem bloqueios ou mensagens de segurança.

    Para habilitar a conta de administrador no Windows, clique com o botão direito do mouse no botão Iniciar localizado no canto inferior esquerdo, selecione o item Windows PowerShell (administrador) no menu de contexto que é proposto a você e clique no botão Sim, para abrir a tela do PowerShell.

    Agora, digite o comando net user administrator active: yes na janela que se abre e pressione a tecla Transmissão teclado, para ativar a conta do Super administrador. Se tudo correu bem, você deve obter a frase como resposta Operação de comando bem-sucedida: A conta estará ativa na próxima vez que o computador for reiniciado.

    Se pretende manter o perfil por muito tempo, também recomendo que defina uma senha para protegê-lo, pois, como já mencionado, a conta de Superadministrador oferece acesso total ao computador (e não mostra avisos de segurança nem por mais operações "delicadas"): para fazer isso, ainda dentro da janela do PowerShell, digite o comando net user administrator NuovaPassword seguido de pressionar a tecla Transmissãoe, em seguida, substituindo NuovaPassword pela senha que deseja usar para acessar o perfil.

    Para obter mais informações sobre o procedimento descrito, convido você a ler meu guia sobre como se tornar um administrador no Windows 10, no qual tratei do assunto em detalhes.

    Como ter permissões de root no macOS

    O discurso a ser feito para MacOS é bastante semelhante ao que vimos para o Windows: o sistema operacional suporta acesso com privilégios elevados, mas esta função está desabilitada por padrão por motivos de segurança.

    Para habilitá-lo, abra o Preferências do Sistema clicando no ícone em forma de dengrenagem colocado no Dock, clique no ícone relacionado a Usuários e grupos e habilite as mudanças clicando no símbolo cadeado no canto inferior esquerdo. Quando solicitado, digite o senha Mac na janela que aparece na tela.

    Neste ponto, clique no item Opções de login localizado na barra lateral esquerda, pressione os botões Entrar ... e Apri Utility Directory…e clique em cadeado residente no canto inferior esquerdo e entre novamente no senha do Mac.

    Estamos quase lá: neste momento, vá para o menu Editar no topo, selecione o item Habilitar usuário root e entrar no senha para acessar a conta administrativa nas caixas anexadas à tela que aparece imediatamente após.

    Quando terminar, clique no botão OK e pronto: a conta root do macOS estará ativa no próximo login e pode ser acessada clicando no item De outros… localizado na tela de login e digitando o nome de usuário quando solicitado raiz junto com a senha definida anteriormente.

    Como ter permissões de root

    Áudio vídeo Como ter permissões de root
    Adicione um comentário a partir de Como ter permissões de root
    Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.